Publicidade

Publicidade

18/08/2008 - 18:07

A melhor caipirinha de São Paulo

Compartilhe: Twitter

Não aceito os rótulos de “pinguça” (que palavra mais feia) ou “cachaceira”, mas faz alguns anos aprendi a apreciar o sabor de uma boa cachaça. Tudo começou quando um grupo de amigos resolveu escrever um livro sobre a bebida. Fiquei conhecendo a história da branquinha, que chegou no Brasil junto com os colonizadores portugueses e suas mudas de cana-de-açúcar, e provei marcas de todo o País, principalmente de Minas Gerais.

Pura ou como ingrediente da caipirinha, a bebida está cada vez mais conquistando novos consumidores, homens e mulheres. E para quem gosta do destilado de cana e quer experimentar uma ótima caipirinha, recomendo ir ao Veloso Bar, na Vila Mariana.

O drinque pode ser feito com as cachaças Velho Barreiro (R$ 10,00), Boazinha, Claudionor, Germana, Lua Cheia, Meia Lua, Sagatiba, Salineira, Santo Grau, Montanhesa, Seleta, Nega Fulô, Espírito de Minas ou Salinas (todas por R$12,50), à escolha do cliente.

Ao todo são 12 tipos de frutas disponíveis, sendo que as mais pedidas são (além da tradicional de limão) jabuticaba, frutas vermelhas e limão com gengibre. Confesso que ainda não provei todos os sabores (já vou avisando: caipirinha pra mim não tem que ser de limão pra receber essa alcunha), mas nem é preciso. As caipirinhas de tangerina e de jabuticaba são sensacionais e com certeza valem uma ida ao local.

  

Além de provar a melhor caipirinha de São Paulo, vale a pena experimentar a porção de coxinha de frango (R$13,20 com seis unidades), que sem dúvida também está entre as melhores da cidade. O prato conquistou o terceiro lugar como “Melhor Petisco” na votação do Boteco Bohemia. E por falar em prêmios, o barman do Veloso, o Souza, foi eleito “Barman do Ano” pela Veja São Paulo por dois anos consecutivos, em 2005 e 2006.

Veloso Bar
Rua Conceição Veloso, 56, Vila Mariana
Tel.: (11) 5572-0254

Crédito//Fotos: Flickr Capitu

Me apresentando: Sou jornalista, fanática por futebol, carros, fórmula 1 e futebol americano, além de, claro, cachaça. Aprecio uma boa cachaça artesanal, mas não abro mão de uma cerveja gelada enquanto vejo uma partida de futebol.

Autor: - Categoria(s): Recomendamos, São Paulo, Vila Mariana Tags: , , , , ,
16/08/2008 - 09:26

Coca-Cola: modo de tomar

Compartilhe: Twitter

Bebidinhas não são só alcoólicas, gente! E eu, que passei muito tempo sendo aquela única criatura da mesa com um copo de refrigerante, tinha que fazer meu post inicial sobre o melhor jeito de degustar uma Coca-Cola.

“Hein? E tem diferença?”, os hereges podem perguntar. SIM! Aprendi isso frequentando o Balcão, meu bar favorito em São Paulo. A fórmula é simples: Coca-Cola de garrafa de 290 ml, um copo alto e gelo de máquina.

A Coca de garrafa nem preciso explicar, é a melhor e ponto. Nem as garrafilhas pequeninas, que são fofas, se comparam à de 290ml. O copo alto preserva melhor o gás. E o gelo de máquina (aquele bem lisinho, com um furinho no meio) não tem aquele “retrogosto de geladeira” que os outros gelos têm.

Ah! Muito importante: nada de limão pra atrapalhar o gosto! :D

Bar Balcão
Rua Melo Alves, 150, Jardim Paulista – São Paulo
Tel.: 11 3063-6091

PS.: Me apresentando: Capitu (ou Marcela), coordenadora de web 2.0 do iG, caçadora de Sites Que Amamos, colaboradora do Comidinhas, fotógrafa compulsiva. Vou escrever bastante sobre os não alcoólicos por aqui, mas também defenderei delícias como o Romã Cosmopolitan. O que? Não conhece Romã Cosmopolitan? Aguarde! :)

Autor: - Categoria(s): Jardins, Recomendamos Tags: , , , , ,
15/08/2008 - 15:30

Pop’s – um lugarzinho para beber nos Jardins

Compartilhe: Twitter

Eu não sou uma pessoa fresca. Muito pelo contrário: adoro botecos pé-sujo, cerveja de garrafa, copo americano… mas sou menina, né? E em alguns dias eu curto uma frescurinha sim. Drinks coloridos, em copos cheios de charme, feitos com maestria por algum barman.

Daí que quando bate essa vontade eu já tenho uma listinha certeira de lugares pra ir em São Paulo. E um dos lugares mais legais é o Pop’s Bagels & Coffee. Primeiro, porque o bar é um charme só: velas em todas as mesas, sofazinhos confortáveis, pinturas inspiradas nas paredes e sempre uma musiquinha boa no som. Segundo, porque os sanduíches no bagel são deliciosos (recomendo o de rosbife, nham nham nham). E por último, porque o cardápio de drinques deles é repleto de opções clássicas e interessantes, passando por diversas variações etílicas.

Da última vez que fui lá, bebi uma Margarita (R$16,50) bem gostosinha (não se compara à Frozen Margarita do Ritz, mas me fez feliz). Meus amigos beberam Gin Fizz (R$15,50) e Kir Royal (R$ 16). Todo mundo saiu super satisfeito. É o tipo de lugar que eu recomendo com veemência: vale a pena!

E mais: no dia em que fomos lá, uma menina estava comemorando aniversário. Fui assuntar e descobri que você pode fazer sua festa lá, basta avisar e reservar lugares. A comanda é individual, pra não dar confusão.

Pop’s Bagel & Coffee
Rua Bela Cintra, 1541, Jardim Paulista
Tel.: (11) 3063-5232

Crédito//Foto: Flickr letsplaythat (a foto é do Gin Fizz de lá MESMO!)

Me apresentando: sou Ligelena, 26 anos. Meu pai conta que quando eu era criança virei um copo de Martini Bianco escondida. Apesar disso, comecei a beber tarde, lá pelos 22 anos. Vou da cachaça ao champanhe sem reclamar. Quando passo do limite tento ir embora à francesa pra não dar vexame. Minhas ressacas são raras e curadas com muita, muita, muuuuuuuita água.

Autor: - Categoria(s): Jardins, Recomendamos, São Paulo Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo