Publicidade

Publicidade

Arquivo de novembro, 2008

27/11/2008 - 09:09

Que tal uma chuva de vinho?

Compartilhe: Twitter

Eu praticamente não bebo vinho em casa, mas estou fazendo um esforço gigante pra não me comprar um decanter. Daí que o que me aparece no meu Google Reader? Esse decanter que simula uma “chuva de vinho”. Ele não é demais?

:: Via SwissMiss ::

Autor: - Categoria(s): Utensílios Tags: ,
24/11/2008 - 18:41

Vodca Skyy no Brasil

Compartilhe: Twitter

Desde o mês passado, o Brasil está produzindo localmente uma das vodcas top do planeta. Trata-se da americana Skyy, “a vodca mais pura do mundo” (diz o release de lançamento), que antes era distribuída no país pela Campari e agora está mais perto de nós: ela nasce e cresce em Sorocaba (SP).

Na última quarta-feira, véspera de feriado aqui em São Paulo, a noite correu ao som de Roberto Carlos com o grupo Del Rey no Studio SP. A casa noturna há algumas semanas vem oferendo o líquido em uma promoção especial: uma dose de Skyy pelo menos preço de uma de Smirnoff. Foi o momento perfeito para uma degustação.

A Skyy é famosa por sua garrafa azul, mas azul é só a garrafa. A vodca é pura mesmo, a queimação é pequena. E a pureza que promete uma ressaca mínima realmente funciona! Duas doses não provocaram nem sombra de dor de cabeça. Só cansaço, mas pelo cansaço eu culpo a balada e as emoções da noite – porque com Robertão você sabe, bicho, são tantas emoções…

Autor: - Categoria(s): Opinião do Consumidor, Provamos, Recomendamos Tags: ,
17/11/2008 - 16:14

Baileys com sorvete

Compartilhe: Twitter

Tudo parecia perdido nesta segunda-feira em São Paulo. A cidade amanheceu debaixo de um clima britânico: chuva fina, céu escuro, nuvens carregadas e uma vontade imensa de deixar tudo quieto por um tempo. Mas foi preciso trabalhar.

E eis que quando tudo parecia perdido – principalmente o bom humor, que sabe-se lá por onde andava – até que alguém sugeriu uma passada na Gelateria Parmalat depois do almoço para “um café”. Sei. Diante de um cardápio cheio de tentações, veio a salvação!

Crema irlandês, uma bebida feita de sorvete de leite com Baileys, muita farofa doce e um toque de calda de avelã. Leve e doce sem exagero, vale muito a escapada da dieta.

Pelo sabor doce, o Baileys rende uma porção de combinações frescas e gostosinhas. No site oficial da bebida tem algumas delas com muito gelo, café e caramelo. Espia lá.

A receita da Parmalat, que pode ser encontrada em vários endereços, custa R$ 8,50.

Crema Irlandês
Ingredientes: Farofa com calda de avelã com sorvete de leite batido com Baileys decorado com chatily.

Autor: - Categoria(s): Opinião do Consumidor, Provamos, Receitas, Recomendamos Tags:
07/11/2008 - 18:01

Fernet com coca-cola, o drinque nacional da Argentina

Compartilhe: Twitter

Na semana passada, passei alguns dias em Buenos Aires e, como bom colaborador do Bebidinhas, aproveitei para conhecer algumas bebidas locais. Calma, não vou me arriscar a escrever sobre os ótimos vinhos argentinos. O assunto aqui é o drinque favorito dos nossos vizinhos do sul: Fernet com coca-cola.

Mas, antes, vamos explicar o que diabos é Fernet: trata-se de uma bebida criada na Itália, no final do século 19. Originalmente, era vendida como um digestivo para ser bebido após as refeições, ou então como remédio para ressaca. A lista de ingredientes é segredo da Fratelli Branca, empresa responsável pelo produto até hoje.

A idéia de misturar a bebida com coca-cola, dizem, é dos argentinos. O drinque é realmente bastante popular, e pode ser encontrado em qualquer bar ou café. A receita é simples: um copo grande cheio de gelo, uma dose de Fernet (geralmente a variedade Brancamenta, que, como o nome indica, leva menta) e coca-cola para completar.

Resolvi experimentar o meu no London City, um café na Avenida de Mayo, em frente à estação Peru do metrô (ou subte, como os portenhos chamam). O local ficou famoso por aparecer no primeiro capítulo do livro “Os Prêmios”, do grande Julio Cortázar (há inclusive fotos do escritor espalhadas pelo café).

Lugar escolhido a dedo, pedido feito, drinque preparado na minha frente. O veredito: é intragável! Já haviam me avisado que o Fernet é bastante amargo, mas eu não esperava tanto. E a variedade que leva menta, para piorar, tem cheiro de pasta de dente. Não há gelo ou coca-cola que dêm jeito.

Minha dica: se for a Buenos Aires, fique no vinho. Fernet é só para quem gosta de sabores muito, mas muito exóticos.

PS 1: O nome Fernet Branca, vocês já devem ter percebido, vem do nome do fabricante da bebida, Fratelli Branca. Por isso, não estranhe se você pedir um e a bebida que vier à mesa for escura. É assim mesmo!

P2 2: A Renata Honorato, também colaboradora do Bebidinhas, experimentou vinho misturado com coca-cola em suas férias na Alemanha e contou o que achou da inusitada mistura aqui neste post.

Autor: - Categoria(s): Provamos Tags: , , , ,
04/11/2008 - 15:28

Video-degustação: Anthon Berg Chocolate Cocktail Drinks

Compartilhe: Twitter

TV Bebidinhas? Na verdade não. Ontem à noite Guto e eu fizemos uma vídeo-degustação de uns chocolatinhos alcoólicos que Guto trouxe do Free Shop. Assista!

Autor: - Categoria(s): Opinião do Consumidor, Provamos Tags:
03/11/2008 - 13:01

Alternativa curiosa de um ex-viciado

Compartilhe: Twitter

Como já havia dito em minha primeira aparição por aqui, sou um dos raros participantes do Bebidinhas que não bebe absolutamente nada que contenha álcool. Até aí, tudo bem. O problema foi que em outubro de 2006 resolvi parar de consumir refrigerantes por um ano, um misto de promessa sem sentido com teste de resistência, afinal desde que me conheço por gente sempre fui um assíduo consumidor de guaranás.

Lutei bravamente nos primeiros meses de abstinência, principalmente nas noites de pizza, mas cheguei incorruptível até outubro de 2007, quando me olhei no espelho e pensei “por que voltar aos refrigerantes?”, e desde então nunca mais coloquei uma gota de xarope de qualquer coisa gaseificado na boca.

Mas isso não impediu que eu sofresse algumas crises, ansiando por sentir novamente o sabor do bom e velho guaraná passando gelado por minha garganta. Admito que comprei pó de guaraná e misturei com porções distintas de águas geladas, mas nenhuma das minhas experiências chegou perto da sensação provocada pelos refrigerantes da bela frutinha vermelha.

A guinada ocorreu durante uma dessas situações de desespero, quando encontrei o substituto perfeito na mais improvável das substâncias: o Sal de Fruta sabor guaraná!

Além de ter o gosto muito semelhante com o dos refrigerantes, sua efervecência simula de maneira impressionante o gás contido nos mesmos. E antes mesmo que alguém aponte todos os problemas que essa prática pode acarretar ao meu sistema gástrico, adverto que evito fazer uso do antiácido no meu dia a dia. Prefiro sim guardar meus pacotinhos de ENO para momentos especiais, como fazem os grandes sommeliers com seus vinhos mais raros.

PS – Crianças, não tentem repetir isso em casa: pode viciar.

Autor: - Categoria(s): Causos Tags: , ,
Voltar ao topo