Publicidade

Publicidade
22/08/2008 - 09:02

Cachaça de raiz de pica de anta

Compartilhe: Twitter

Cuiabá não é chamada de Hell City por acaso, a cidade é um forno. Nos dias em que estive lá era comum o termômetro da rua marcar 37º durante o dia e 31º à noite – isso que um motorista disse que tivemos sorte, porque havia chovido no fim de semana anterior. Devia querer me convencer que, como era começo de agosto, estávamos no inverno.

Quem reclamava do tempo seco em São Paulo precisa sentir um pouquinho só o que é Cuiabá. Basta dizer que eu entrava no quarto e corria para a pia do banheiro encher a boca de água pra acabar com a secura. Para combater esse estado, só mesmo muita água e um delicioso refrigerante Marajá sabor maçã verde que compramos eu e um amigo. Não é brincadeira, o refrigerante era bom mesmo.

Bem, almoçávamos todos os dias no restaurante Regionalíssimo, com comidas típicas da região, feitas à base de muito peixe (especialmente Pacu) e bem temperadas com pimenta. As bebidas típicas da região também marcavam presença. Em uma mesa ao lado da porta de entrada havia várias delas, cachaças e licores de todos os tipos. Olhando a foto, não é difícil descobrir qual a mais pitoresca e que todos tomavam.

No primeiro dia relutei em beber a tal da cachaça de raiz de pica de anta, mas no sábado não teve jeito. O sabor era meio seco e o líquido desceu queimando a garganta. Confesso que não senti nenhum gosto peculiar. Mesmo assim, é uma boa cachaça para se ter em casa e tomar com os amigos antes daquele almoço de final de semana. Vale, pelo menos, pelo inusitado da coisa.

De qualquer forma, em termos de bebidas regionais de Cuiabá, eu fico com a Marajá de maçã verde. Juro que tem gente pensando em trazer várias para São Paulo.

Me apresentando: Tiago Agostini, trabalho na home do iG e sou responsável pelo blog Balada do Louco. Em tempos de menos dinheiro (a tal da adolescência) já tomei muita vodca e cachaça baratas com qualquer refrigerante que houvesse. Hoje bebo basicamente cerveja e caipirinha, mas não dispenso uma boa dose de tequila (gosto de vinho, mas beber sozinho é deprimente). Para mim, a melhor cerveja é a Heineken. Prefiro Original a Bohemia e Brahma a Skol, mas como todo bom gaúcho afirmo que a melhor cerveja nacional é a Polar.

Crédito da foto: Cirilo Dias flickr do Urbanaque

Autor: - Categoria(s): Mato Grosso Tags: , , ,

Ver todas as notas

19 comentários para “Cachaça de raiz de pica de anta”

  1. Luciana disse:

    Acredito que já tenham noticia da delícia chamada “Xiboquinha”.
    Vai bem ao som de um forró!! Na minha casa não pode faltar… Parabéns pelo blog.

  2. Claudio disse:

    A cachaça não é “de raiz de pica de anta”. A cachaça é feita de cana e a “raiz de pica de anta” é apenas uma raiz que empresta sabor à cachaça, ou seja, é cachaça COM raiz de pica de anta.
    Meu pai já foi dono de boteco e lá havia mais de 50 tipos de raízes e folhas.
    Em Porto Seguro-Ba se vende muito uma cachaça com o sugestivo nome “Pau do Índio”.

    O comentário foi feito apenas para desfazer o equívoco.

    Parabéns pelo blog.

  3. Essa é do referido autor disse:

    Essa eu vou fazer lá em Monte Sião-MG
    abraços–Ferreira.:

  4. –Na próxima, essa vai ser fabricada lá, só que com o nome de pica de capivara.

    abraços – Ferreira

  5. Alexandre disse:

    Prezado Tiago
    Viver em Cuiabá é um previlégio possível a apenas poucos
    milhares de resistentes mortais. Além das nossas peculiaridades
    e belezas regionais, temos um prêmio extra: podemos cometer pecadilhos à vontade, pois o Purgatório não nos será desconfortável. Pecadores contumazes poderão sentir
    um ligeiro desconforto no estágio mais além.
    Quanto à raiz “pica de anta”, será que é raiz mesmo?
    Nãããão seeeei nãããão?! Melhor eu verificar isso.
    Ouví comentário sobre uma sensível diminuição
    da população de antas no nosso belíssimo Pantanal.
    Com as minhas calorosas saudações
    Alexandre

  6. Miguel L. de Deus disse:

    Favor não confundir o nome da raiz com o animal. A anta é o maior mamifero selvagem do Brasil, a espécie está em processo de extinçao. Por favor não vá sair por ai matando o bicho para tirar-lhe o instrumento. Preserve a flora e a fauna brasileiras.

  7. Everaldo Paulo disse:

    Se sua visita a Cuiabá foi no inicio de agosto, voce teve sorte. O calor não era tanto assim. Venha nos visitar agora e verá o que é bom pra tosse. Parabens pelo blog e pela excelente reportagem

  8. Ro Sales disse:

    é cara , foi mal, é mesmo cachaça COM raiz de p…etc etc, CLARO!!!! mas para um gaucho macho… não chega a surpreender!! rsrsr abs cordais

  9. Claudio Kleber Pinaffi disse:

    Caro Sr Tiago, com toda a certeza lhe digo, vc não experimentou a melhor ou as melhores bebidas tipicas de nosso Estado.
    Que são elas , o canjinjin e a esquenta xereca , dizem ser super afrodisíacas.
    Espero que numa proxima visita não esqueça de experimenta – las, vc vai gostar.
    De qualquer forma obrigada pela visita e pela nota .

    CLAUDIO KLEBER – CBA MT

  10. Leandro Lopes disse:

    MorO akii em Cuiabá e nunca tinha ouvido falar dessa bebida, talvez por não ter o costume de beber, clarO, sou de menOr..ahusahsua
    Cuiabá nesses dias marca até 44º graus de calor, cozinha até a cabeça de baixO :P
    Uma das mais interessantes capitais do centro oeste pra se conhecer.
    “Quem não é daqui venha conhecer Cuiabá
    quem é daqui vá conhecer o mundO”

  11. Isac Oliveira disse:

    Aqui na Bahia temos uma bebida chamada ” CHORA NO PAU” é um licor preparado à base de especirias como cravo, canela e outras que não lembro mais…. a mulherada fica doida!!!!

  12. alvaro segundo disse:

    Deus fez cuiaba quente o ano inteiro. So faltou o mar. (o paraiso seria perfeito)
    Quanto a bebida, prefiro a cerveja bem geladinha.

  13. gina disse:

    acho q qualquer cachaça feite com qualquer pica deve ser boa

  14. Usagi disse:

    Mais uma mantéria legal com bebidas de nomes estranhos… acho que nesse ponto o brasileiro é muito criativo na hora de nomear (bebidas e plantas)

  15. claudio Marcio Soares Trindade disse:

    Entre a xiboca e a pica de anta com certeza a xiboca me soa melhor

  16. claudio Marcio Soares Trindade disse:

    Para conhecer tal aperitivo só mesmo morando em tal lugar confesso que não teria coragem de apreciar tal bebida

  17. LEONARDO MENDES CARDOSO disse:

    CONHECI O CANJINJIN ATRAVÉS DO DR. QUEIROZ, VICE-PRESIDENTE DA ABML, E ADOREI. GOSTARIA DE SABER COMO COMPRAR, POIS MORO EM GOIÂNIA-GO. OU SE ALGUÉM TIVER A RECEITA E PUDER ME PASSAR EU FAÇO MINHAS PRÓPRIAS BEBIDAS POR AQUI.

  18. marcos viana da silva disse:

    gostaria de adquirir a bebida canjinjim, ganhei uma garrafa tomei e gostei, como faço para adquiri-la.qual o preço de cx, moro no interior de são paulo
    obrigado espero respostas
    marcos

  19. Silvana disse:

    marcos Viana o verdadeiro canjinjin somente em Vila Bela pra vc encontrar outra bebida que é uma delícia é o licor de figo, a pinga de abacaxi que batida com leite condensado fica uma batidinha deliciosa.Quem vê assim até parece que sou uma alcóolatra mas eu só gosto de fazer mesmo.Marcos eu vou procurar um endereço e o telefone pra vc.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo