Publicidade

Publicidade
14/08/2008 - 18:07

Bom, barato e em alemão

Compartilhe: Twitter

Quem nunca precisou contar as moedinhas na hora de comprar um drink em um bar que atire a primeira pedra. Pois bem, quando as moedinhas são em Euro, então, o budget é ainda menor. E foi em um desses momentos de “necessidade” que conheci uma bebida bastante exótica, nos canfundós de Kreuzberg, um bairro turco divertidíssimo de Berlim, a cidade que não dorme (podem acreditar).

O bar ficava no terceiro andar, se a memória não me falha, de um prédio comercial e o acesso para o boteco alemão dava-se por meio de uma portinha imperceptível para qualquer turista. Só encontramos o lugar graças a um amigo brasileiro, local, que hoje mora em Berlim.

Depois de subir alguns lances de escada, encontramos o lugar, vazio, talvez em virtude do horário e do dia da semana – 3h da madruga de uma quarta-feira, se não me engano.

Começamos com um clássico Jägermeister (a pronúncia, amigos, é assim, oh: “Iaguermainster”), enquanto aguardávamos a chegada de uma outra conhecida chamada Isabel. Alemã da gema, Isabel estava em Berlim há alguns meses, após passar uma temporada em Londres.

Quando ela chegou (exatamente no horário combinado; inclusive achei os alemães ainda mais pontuais do que os ingleses), pediu no bar um drink ainda inédito para essa paulistana by night. Quando perguntei do que se tratava, Isabel foi sucinta: “Red wine and coke” – já que ninguém falava alemão, conversávamos em inglês mesmo. Não consegui esconder a minha cara estupefata, afinal a idéia de tomar vinho e Coca-Cola não é lá das mais agradáveis. Pelo menos não, assim, juntos.

Bem, com bastante simpatia e perseverança a alemã maluquinha me convenceu a ir até o bar e pedir a mesma coisa. O barman, ao contrário do que imaginava, não achou estranho o pedido e cobrou por ele €2. Ah, nem preciso dizer que a bebidinha conquistou meu coração outrora berlinense.

O gosto não é ruim e confesso ter tomado outros dois drinks iguais ao longo da noite. A bebida é basicamente composta de meia dose de vinho tinto e meia dose de Coca-Cola – no meu caso, light. Gostei.

Quem quiser “sentir o clima” berlinense pobre aqui no Brasil, ouse! Eu recomendo. Ah, claro, o nome da bebidinha é Kalimotxo, de origem basca (Bebidinhas também é cultura).

Cheers

PS. Bom, amigos de copo, para quem não me conhece, sou jornalista, editora do Arena Turbo, “mãe” do blog Game Girl, além de frequentadora assídua de botecos “around the world”.

Crédito//Foto: Flickr mikeltxo2008

*****Atualização*****

Adorei! Eu não sabia que se tratava de uma bebida conhecida aqui no Brasil, principalmente no Sul do país. Bom, aqui em São Paulo, onde moro, não é muito comum beber vinho e Coca-Cola. De qualquer forma, compartilhar essas experiências todas é muito bacana. Dicas são sempre bem-vindas ;p
Cheers

Autor: - Categoria(s): Provamos, Se meu copo falasse... Tags: , , , ,

Ver todas as notas

35 comentários para “Bom, barato e em alemão”

  1. Neide disse:

    Nem me diga…PORTA ABERTA realmente é demaaaisss. Mesmo quando temos outras bebidinhas em cas, às vezes gosto de tomá-la, pois é leve, refrescante, apesar de não gostar da Coca cola, misturada com um vinhozinho, desce bem e relaxa. Sou apreciadora de bebidinhas (de comidinhas tb…). Mas não entorno todas. Só experimento mesmo. Sucesso… E adoro um boteco tb.

  2. Lucas disse:

    Derrrr.. de que importa a origem e onde tem? o importante é beber, vocês deviam sair do computador e ir para o bar.

  3. deh disse:

    Eu conheço essa bebida pelo nome de “tubão” (mistura de vinho com coca) e é consumida na maioria pelos malokeiros..hehehe…
    Mas é muito bommm

  4. Mary Correia disse:

    Que espanto, minha família é toda do sul,
    onde esta bebida é extremamante comum,
    isso é mais antigo que andar para trás…rsrs.
    ACORDA MENINA!!!!!!

  5. Gabriela disse:

    Nossa! Você só descobriu isso agora, rs.
    Minha família toooda é do Uruguai (Montevidéo), e lá também é costume beber coca-cola com vinho, coca-cola com cerveja e sprite com vinho.
    Depois experimenta as outras duas opções. Você vai gostar.
    Abraços

  6. Luciano disse:

    Bom dia,
    Fiquei espandado com esta noticia aqui postada, sou de SC e aqui, conhecemos muito bem esta mistura de Vinho com Coca, tomamos até bastante, e aqui, chamamos este drinck de Porta Aberta. então, da próxima ves que vc quiser tomar um porta aberta ou outro drinck que vc não conheça. Venha para o Sul, é muito mais barato, é tão belo quanto, e tem ótimas opções gastronomicas.

  7. BRUNA C. disse:

    engraçado já conhecia essa bebida a muito tempo. alias foi a primeira bebida alcoolica que tomei.
    é muito bom, pra kem é apaixonado por coca-cola e adora vinho
    combinação perfeita.
    pra mim não existe manda melhor.

  8. Tiago disse:

    Em muitas favelas, chamam o vinho com Coca-Cola de “Pé sujo”.

  9. Sérgio disse:

    Estive na Alemanha e na Áustria agora em julho e tive a oportunidade de conhecer (e beber tb) o vinho c/ coca-cola e, realmente, é muito gostosa e diferente essa mistura. Nestes 2 países, além do vinho c/ coca-cola, se bebe tb cerveja c/ coca-cola e devo dizer q tb é muito bom. Um pouco esquisito no começo, mas depois vc se acostuma. Experimente! E um brinde em alemão: “Prost!” ou “Zum Wohl!” (ambos significam “Saúde!”) ou ainda “Auf uns!” (“A nós!”).

  10. […] vinho misturado com coca-cola em suas férias na Alemanha e contou o que achou da inusitada mistura aqui neste post. Enviado por: Guto – Categoria(s): Provamos Tags relacionadas: argentina, buenos aires, coca-cola, […]

  11. Luigi disse:

    Só uma coisa: a pronuncia da bebida do alce não é “iaguermainster” e sim “iegamaista”…
    Tenho medo e dó (e acho um baita sacrilégio) misturar vinho com alguma outra bebida: amante de vinho é chato, eu sei…

  12. Varguinho disse:

    aki no sul nós chamamos de ”PÉ SUJO”

  13. Dani disse:

    poxa, concordo coma autora. Moro em SP e nunca tinha visto ess amistura antes na vida! Vou experimentar :D
    Valeu a dica!

  14. Carlos Pinho disse:

    Há 50 anos que bebo vinho com coca ou soda, mas só com vinho bravo de garrafão.Claro que se for vinho portugues,italiano ou os bons vinhos do sul, aí é sacrilégio.Não vamos fazer igual aquele magnata de Dubai que arrematou em leilão uma garrafa de vinho Alemão com quase cem anos por 12.000 dolares e na mesa do hotel misturou com coca cola

  15. ma disse:

    Nunca vi essa bebida, que me parece muuuito intragável. Sou de SP tbém, deve ser por isso. bjksss

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo